Palavra do editor

Seja bem vindo(a) ao blog Montanhismo Gaúcho!

Aqui você encontrará, em ordem cronológica, as principais realizações dos montanhistas gaúchos dentro e fora do Rio Grande do Sul. Histórias sobre ascensões pioneiras, expedições, ...

Você também pode colaborar! Mande a sua história, imagem, recorte de jornal, ...

Boa viagem!

Orlei Jr.

quinta-feira, 1 de janeiro de 1970

O início.


As primeiras ascensões das montanhas gaúchas iniciaram no ano de 1950 quando Edgar Kittelmann, Sérgio P. Machado (na época presidente do Clube Excursionista Farroupilha) e seus amigos tiveram a idéia de alcançar o topo do Pico dos Gravatás, localizado no conjunto de morros do Itacolomi, em Gravataí.

Após a definição e reconhecimento da parede a ser vencida notaram que técnicas de escalada em rocha precisavam ser empregadas. Foi então que Edgar e seus amigos tomaram a iniciativa de procurar informações ou alguém que se dispusesse a lhes ensinar técnicas de segurança. Em Porto Alegre, encontraram o professor Giuseppe Gâmbaro que era educador físico, trabalhava na SOGIPA e possuía larga experiência esportiva. Praticara esqui e trabalhara como guia de montanha na Itália. O que mais chamava a atenção em sua história é que já havia tentado realizar algumas ascensões nas paredes do Itaimbezinho - cânion localizado no Parque Nacional dos Aparados da Serra, em Cambará do Sul.

Edgar, Giuseppe G. e Luís G. Cony na base do Pico dos Gravatás - Gravataí.
Imagem: Edgar K.

A partir deste momento foram muitas as semanas de preparação. Além da experiência o grupo adquiriu: cordas de cisal, elos de corrente para a improvisação de proteções que seriam fixadas na rocha, distorcedores metálicos para a confecção de mosquetões e tacos de madeira para a confecção de escadas. Foi então que, em 1952, o grupo liderado por Edgar K. (portador de paralisia infantil) com equipamentos precários, força de vontade e espírito de aventura, alcançou o topo do Pico dos Gravatás. Estava assim concluída a primeira via de escalada do Rio Grande do Sul denominada Via Sul e graduada como 5°.


1957 foi o ano que os montanhistas gaúchos lembrarão como o ano da exploração do Rio Grande do Sul em busca de novas vias de escalada. Lamentavelmente, neste mesmo ano, o Centro Excursionista Farroupilha foi extinto.

Em 1960 foram abertas mais três importantes vias no Pico dos Corvos, no município de Gravataí: Norte (5), Diedro (5) e Enferrujada (6a).

Em 1962 os amigos Arno Wolmann, Edegar K. e Luís Gonzaga Cony conquistam a Torre do Portãozinho localizada no Morro da Palha, em Morungava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário